Fazer Jejum em 4 passos

4 Passos para fazer jejum

O que faz com que fazer jejum pareça tão complicado é que, com todo o aconselhamento dietético existente, o mais fácil seria simplesmente não comer. Claro, que fazer jejum não é o mesmo que morrer de fome, que é o que muitas pessoas pensam quando se fala no assunto. E, no entanto, jejum também não é uma dieta. A definição literal de jejum é abster-se de comida e bebida durante um período específico de tempo. Mas neste contexto, é preferível vê-lo como simplesmente uma mudança nos padrões alimentares.

Que tipos de jejum existem?

Jejum Intermitente

Este tipo também é conhecido como jejum cíclico. O jejum intermitente é uma expressão geral para comer (e não comer) intermitentemente. De facto, quase todos os métodos de jejum abaixo são do tipo intermitente! Os tempos intermitentes típicos variam de 14 a 18 horas. O período mais longo que qualquer um destes planos exigiria (abstendo-se de alimentos sólidos) seria de 32 a 36 horas.

Comer com Restrições de Tempo

Se pratica uma alimentação com restrição de tempo, isso significa que se abstém de alimentos por qualquer período entre 12 a 16 horas. Durante esses períodos, pode comer o máximo de comidas saudáveis preferidas. Este é um dos métodos mais comuns de jejum.

Comer com restrição de tempo é bastante simples de implementar. Se terminar o jantar às 20h, por exemplo, não comeria nada até pelo menos às oito horas da manhã.

Jejum em dias alternados

Outro tipo de jejum intermitente, é o dia de jejum alternativo, onde restringe severamente a quantidade de calorias que come durante os dias de jejum, e depois consome o conteúdo do seu estômago em dias sem jejum. A comida não está completamente fora da mesa, mas vai ficar com cerca de 25% da sua ingestão calórica normal. Alguém que coma 2.000 calorias reduziria para 500, por exemplo. Este tipo não é necessariamente um plano de longo prazo, porque pode tornar-se difícil mantê-lo, mas pode ser útil para manter um hábito saudável em movimento.

Dieta 5:2

É muito semelhante ao jejum alternativo, excepto que neste casa, come normalmente cinco dias da semana. Nos outros dois, as calorias são restritas a cerca de 500 a 600 calorias por dia.

A dieta do guerreiro

Neste tipo, vai ingerir frutas e legumes durante o dia e, à noite vai comer uma refeição bem composta e de maior dimensão.

O jejum de Daniel

Este é um tipo de jejum espiritual. Baseado nas experiências de Daniel no Livro de Daniel da Bíblia, o jejum de Daniel é parcial, onde vegetais, frutas e outros alimentos integrais saudáveis são destacados, mas carne, laticínios, grãos (a menos que eles tenham germinado grãos antigos) e bebidas como café, álcool e sumos são evitados. A maioria das pessoas que segue esta experiência, fá-lo durante 21 dias para experimentar um avanço espiritual.

4 passos para fazer jejum

1.Decida que tipo de jejum pretende fazer

É recomendado que comece a comer com Restrições de Tempo e inicie com 12 horas de jejum. Se isso funcionar depois de alguns dias, pode aumentar para 14 horas e até para 18h. Fazer jejum por mais tempo não é recomendável.
Se alguma vez já tiver feito jejum, procure fazer um mais ambicioso desta vez, como o de dias alternados.

2. Defina objetivos

Qual é o seu objetivo principal? Perder peso, ser mais saudável, para se sentir melhor ou para ter mais energia? Aponte e coloque num lugar que irá ver todos os dias durante a experiência.

3. Faça um menu e armazene no frigorífico

Antes de começar, decida quando irá comer e o que irá comer. Saber com antecedência tira a pressão, especialmente se sentir que pode comer tudo à vista “porque pode”. À medida que se habitua, pode ser desnecessário escolher as refeições de antemão, a variedade de alimentos saudáveis que esperam por si no frigorífico tornam o jejum muito mais fácil.

4. Ouça o seu corpo

Pode levar algum tempo para se habituar ao jejum, o seu corpo vai perder velhos hábitos e aprender novos. Mas ouça o seu corpo! Se está num momento de 10 a 16 horas de jejum e sentir que precisa de um lanche, então tenha um. Não há regras rígidas e rápidas. Pode achar útil escrever uma frase ou duas a cada dia sobre como se sente com a experiência. É natural achar que em determinados meses ou alturas do ano, existem diferentes tipos de jejuns que funcionariam melhor para si. A época do Natal e da Páscoa são as mais complicadas.

O importante é respeitar o ritmo do seu corpo.